Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter, Book 1)

By J. K. Rowling

Authentic Brazilian Portuguese model from Pottermore.

Note: within the unique ebooks from Pottermore, there's a preview of the 1st bankruptcy of the next e-book (ie on the finish of the Philosopher's Stone, they contain the 1st bankruptcy of the Chamber of Secrets), yet this is often lacking from this add. not likely a massive deal though.

Harry Potter é um garoto cujos pais, feiticeiros, foram assassinados por um poderosíssimo bruxo quando ele ainda period um bebê. Ele foi levado, então, para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural. Pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e period tratado como um estorvo.

No dia de seu aniversário de eleven anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais. O menino de olhos verdes, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder typical entre os sobrenaturais. A fábula, recheada de fantasmas, paredes que falam, caldeirões, sapos, unicórnios, dragões e gigantes, não é, entretanto, apenas um passatempo.

Show description

Quick preview of Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter, Book 1) PDF

Show sample text content

Ele lançou um olhar feio aos Dursley. – Bom, é melhor você saber o que european puder lhe contar, mas não posso lhe contar tudo, é um grande mistério, algumas partes... Ele se sentou, fitou o fogo durante alguns segundos e então falou: – Começa, ecu acho, com... com uma pessoa chamada, mas é incrível você não saber o nome dele, todo o mundo no nosso mundo sabe... – Quem? – Bom... não gosto de dizer o nome dele se puder evitar. Ninguém gosta. – Por que não? – Gárgulas vorazes, Harry, as pessoas ainda estão apavoradas.

Sibilou Rony, puxando Harry para trás de um enorme grifo de pedra. Espiando para os lados, no entanto, viram não Percy mas Snape. Ele atravessou o corredor e desapareceu de vista. – Que é que ele está fazendo? – cochichou Harry. – Por que não está lá embaixo com os outros professores? – Não me pergunte. O mais silenciosamente possível, eles se esgueiraram pelo próximo corredor nas pegadas de Snape. – Ele está indo para o terceiro andar – disse Harry, mas Rony levantou a mão. – Você está sentindo um cheiro?

Que iriam dizer os Dursley quando ele aparecesse à porta da casa? Subiram os degraus da entrada, subiram a escadaria de mármore, e a Profa. Minerva continuava a não dizer nada. Escancarava portas e marchava pelos corredores com Harry trotando infeliz atrás dela. Talvez ela o levasse a Dumbledore. Pensou em Hagrid, aluno expulso a quem tinham permitido continuar na escola como guarda-caça. Talvez virasse assistente de Hagrid. Seu estômago revirava só de pensar, observando Rony e os outros se tornarem bruxos enquanto ele andava pela propriedade carregando a bolsa de Hagrid.

O casebre mergulhou em silêncio. Ouviam-se apenas o mar e o assobio do vento. – ecu sou o quê ? – ofegou Harry – Um bruxo, é claro – repetiu Hagrid, recostando-se no sofá, que gemeu e afundou ainda mais –, e um bruxo de primeira, european diria, depois que receber um pequeno treino. Com uma mãe e um pai como os seus, o que mais você poderia ser? E acho que já está na hora de ler a sua carta. Harry estendeu a mão finalmente para receber o envelope meio amarelo, endereçado em tinta verde para Sr. H. Potter, O Soalho, Casebre-sobre-o-Rochedo, O Mar.

Harry ouviu o chapéu anunciar a última palavra para todo o salão. Tirou o chapéu e se encaminhou trêmulo para a mesa de Grifinória. Sentia tanto alívio por ter sido selecionado e ter escapado de Sonserina que nem reparou que estava recebendo a maior ovação da cerimônia. Percy, o video display, se levantou e apertou sua mão com energia, enquanto os gêmeos Weasley gritavam “Ganhamos Potter! Ganhamos Potter! ” Harry sentou-se defronte do fantasma com a gola de rufos que vira antes da cerimônia. O fantasma lhe deu uma palmadinha no braço, produzindo em Harry a sensação horrível e repentina de que acabara de mergulhar num balde de água gelada.

Download PDF sample

Rated 4.17 of 5 – based on 6 votes